30 setembro 2018

o silencio dos bandidos ...

Nós fomos o nascer,o brincar,o crescer,o viver mas tambem o trabalhar e o envelhecer na nossa VILA VELHA...Alguns de nós temos dezenas de anos cá dentro com o coração bem cheio por uma paixão intensa por este lugar.AQUI NA VILA VELHA a injustiça por grandeza ainda aguçava mais o contágio que tinhamos pelo nosso lugar diferente....Quando eram-mos putos os bandidos construiram com os olhos fechados 0 hotel tivoli a estragar um quadro de magia .Agora que somos homens bem acordados não é que os bandidos querem estragar mais o nosso sítio ao construirem também com os olhos fechados o hotel do gandarinha na entrada da vila...A Misericórdia de Sintra também teve de fechar os olhos para roubarem da nossa terra patrimónios valiosos para lugares distantes:o hospital e uma migalha que estava prometido que era intocável mas a ganancia também a roubou daqui:a famosa farmácia da misericórdia...Nunca criaram estacionamento para o palácio da vila após lhe tirarem o que existia no largo fronteiriço ao palácio.Nunca criaram qualquer estacionamento após abrirem a Quinta da Regaleira ao público.Nunca fizeram parques decentes após retirarem os carros do interior do parque da pena .O CONSELHO ERA desenrasquem-se...Um dos lugares mais belos da terra merece a organização adequada à sua altura.Queremos inteligência a envolver o que a história plantou aqui...Temos a UNESCO,O GABINETE DE PATRIMÓNIO MUNDIAL,E OUTRAS ENTIDADES DA CULTURA LIGADAS À C.M.S. ETC.QUE TEM DE ARRUMAR UM LUGAR ÚNICO COM CLASSE COMO PSML ARRUMOU TANTA GRANDEZA ,TANTOS MONUMENTOS E QUE PERTENCIAM A UM GRANDE BANDIDO CHAMADO ABANDONO...Mas meus amigos não nos façam de parvos pois o gandarinha quer mostrar ao mundo QUE OS PORTUGUESES NÃO SABEM AMAR ESTE PARAÍSO...e tanto silencio de várias entidades demonstra que como na serra ontem cá em baixo também existe um abrigo de bandidos...

06 agosto 2018

UM ABRIGO DE BANDIDOS...

Em 1995 ,quando a Unesco entregou a força de património mundial a Sintra a nossa serra era um abrigo de malandros comandados pelo abandono...O contágio por este lugar que não estava aqui acomodado pensou logo que tinha chegado um combatente importante em auxilio de tanta riqueza que em Sintra vivia na pobreza...A câmara municipal de SINTRA SOUBE Convencer a UNESCO AO ESCONDER AS FERIDAS DE UM LUGAR DIFERENTE QUE ERA TÃO ESQUECIDO PELO ESTADO PORTUGUÊS .O abandono abrigava aqui um grande aliado que era o vandalismo...Como a Unesco era um amigo de Sintra ao longe os bandidos continuavam aqui a dizer ao mundo que os portugueses não gostavam de paraísos...A grandeza deste lugar era roubada,destruída e até queimada.Em 1999 os maus habitantes deste lugar chefiados pelo abandono queimaram por completo o chalé da condensa numa noite invernosa na serra coberta de nevoeiro.A directora do Parque Natural Sintra Cascais não conseguia disfarçar mais o crime que aqui acontecia devido à falta de apoios e não consegue acalmar a C.M.S. que receava que a Unesco fosse bem informada em relação ao sofrimento de um lugar único. P.N.S.C. que tinha vindo substituir o decadente serviços florestais para acabar com um filme de terror que vivia na Serra de Sintra estava ainda a castigar mais a riqueza de um pais que tanto ansiava por um pai verdadeiro...Poucos meses depois chega à Serra de Sintra mais uma vez a esperança...Vinha cuidar de um paraíso em cuecas e trazia o nome de Parques de Sintra Monte da Lua S.A. A acomodação estava à sua espera acompanhada de borlas e de muito abandono em grandeza mundial e que convencia outros malandros...Nos primeiros tempos deste novo organismo Sintrense quem sentia realmente este sítio e não tinha sido hipnotizado por bandidos percebeu que havia na Serra um touro difícil de pegar...A falta de inocência tentava aconselhar para por aqui continuar...Outros habituados a património sem dono desceram até à câmara de Sintra a protestar contra mudanças que Parques de Sintra queria executar na quinta que lhes pertencia à muitos anos...O director do Parque Natural Sintra Cascais pouco visitava o património que geria que obrigou o presidente de P.S.M.L. a dirigir-se ao contágio por este lugar a um vendedor ambulante e que vivia à 25 anos encostado a um monumento tão valioso e tão só e que se chamava Castelo dos Mouros.Era de sua autoria muitos pedidos de socorro em jornais regionais e muitas verdades ditas na assembleia municipal da câmara de Sintra a envergonhar os malandros que viviam por cima da Vila Velha...Este amigo do castelo dos Mouros pertencia aos amigos da vila velha.Algumas mudanças realizadas na Serra por P.S.M.L. foram muito gritadas por este amante de Sintra.Também foi a ele que o ministro do ambiente da altura Dr.José Sócrates perguntou se alguém dava uma quinhentola (na época queria dizer 500 escudos)para entrar no Castelo dos Mouros...Queria dizer com isso se estava de acordo que se pagasse para entrar num monumento como o Castelo dos Mouros...Um património fabuloso da vila de Sintra que vive de mão estendida à dezenas de anos merece tudo a que tem direito...Naquela altura a bilheteira em certas riquezas da Serra não serviriam só para dar mais importância a património português mas também ,para cuidar dele e para expulsar dali para sempre os bandidos que ali enraizaram chefiados pelo fatal abandono...Muitas vezes os serviços florestais deixavam de encerrar o Castelo dos Mouros ao fim do dia porque quando ali chegavam pela manhã a corrente e o cadeado estavam cortados como se fossem papel e o pesado portão de ferro do Castelo tinha desaparecido...Mais tarde fora encontrado perto da vila velha.O vandalismo era dono e senhor deste castelo de Portugal e aqui se reunia pela noite dentro confortado com grandes fogueiras acesas muitas vezes com a madeira dos caixotes de lixo aqui existentes...Nos primeiros anos de Parques de Sintra-monte da lua muito sofreu o sistema de segurança criado (vigilância privada)para expulsar os bandidos que aqui estavam à muitos anos plantados...Até batalhas aconteceram para expulsar quem aqui governava...Hoje o dinheiro criado nas bilheteiras dos parques dos palácios do castelo do convento não segue para Lisboa como antigamente fica a cuidar da riqueza de um dos lugares mais belos da terra.As pessoas começaram a nascer novamente para habitar a serra e aqui trabalharem como já tinha acontecido nos bons tempos dos serviços florestais.A nova organização implementada na serra de Sintra demonstra contágio por um território de ouro .Um desperdício que mostrou ao mundo durante muitos anos valores fabulosos de uma Sintra de um Portugal transformados em pedintes de mão estendida, desapareceu daqui.Talvez por se temer uma entidade que vivia longe...(amigos da vila velha).

21 junho 2018

A montanha mágica...

Dá-nos satisfação quando aceitam o nosso contágio pelo nosso lugar.Temos convencido alguma coisa ao longo de dezenas de anos...O nosso pedir,pedir,também tem recebido boas notícias em muito património privado e que sujava a vila velha.Mas em muitas situações o nosso contágio por um dos lugares mais belos da terra não convence...ficamos a abanar a cabeça...como é possível?A nossa força por Sintra é veterana pois não nasceu quando se arranjou tempo numa vida com muita idade...Nem apareceu para este lugar diferente só quando nasceu Sintra património mundial,Parques de Sintra -monte da lua ou agora com as alterações de transito na nossa terra.A nossa luta pela serra e pela nossa vila já percorreu um caminho muito antigo e pouco frequentado...A nossa paixão pelo nosso sítio tenta sempre explicá-lo com a companhia do "certo"...Talvez seja por isso que osamigosdavilavelha estão representados no concelho de opinião da paisagem cultural de Sintra.Temos orgulho de estar a defender Sintra desde putos...Como foi possível ser contagiado tão cedo?Como foi possível sentir tão novo um lugar com tanta profundidade no tempo em que ensinar,sensibilizar Sintra pelo poder era muito fraco?O bairrismo não interessava...Mas os miúdos da vila velha quando subiam à montanha mágica muito gostavam de olhar a sua terra nas ameias do castelo dos mouros...Os seus corações novatos já estremeciam de orgulho.Subir a serra para vermos um quadro de magia aonde tínhamos a sorte de pertencer era a maneira de tirarmos boa nota na disciplina "Sintra"...amigosdavilavelha

19 março 2018

Começar pelo telhado...

Sintra precisava que a C.M.S. vencesse ao retirar o transito do centro histórico de Sintra.Mas durante dezenas de anos este organismo esteve parado para as alterações previstas para 26 de Março de 2018...Ao deslocar-se ao palácio valenças para ouvir as explicações do vice presidente da Camara municipal de Sintra o morador ficou nervoso,o comerciante ficou arrepiado e se o turista aparecesse ficaria todo vomitado...Quem estiver junto da Regaleira ou junto do Hotel seteais e quiserem ir para Sintra.,S.Pedro de Sintra, Mem Martins, palácio da Pena etc. ficarão a 20 km destes locais pois tem de se dirigirem a Colares...Mas a Unesco não ficará nada contente se lhe disserem como serão tratados os condutores ao terem de percorrerem os sentidos obrigatórios durante a noite em direcção ao palácio da Pena ou ao palácio de Monserrate...Aparecem kms de estrada debaixo de uma vegetação densa e sem luz que parecem pertencerem a cenas de um filme de terror...É uma injustiça que aqui ainda levam uma boa vida.As placas indicativas de tantos monumentos existentes na Serra de Sintra e situadas no centro a convidarem quem aqui chega pela primeira vez a qualquer hora do dia e brevemente com sentidos únicos terão a pre´-história após anoitecer...Ficarão bastante atrapalhados ,pois ficam numa ilha rodeada de escuridão e para ficarem aliviados é preciso chegarem à costa iluminada que é o centro de Sintra ou mesmo a entrada de Colares ...Mas entretanto passará pela sua imaginação um filme de terror cheio de castelos e dráculas...Fica-se isolado do mundo agarrado a umas fracas luzitas apenas juntas aos monumentos dispersos pela fantástica serra premiada pela Unesco .Do parque de Monserrate em direcção a Sintra (Seteais)ou a Colares (Eugaria)existem Kms de estrada sem qualquer poste com uma amiga lampada ...De Sintra até ao palácio da pena ,a estrada principal fica sem qualquer candeeiro a partir da quinta velha.Levou-se luz até uma quinta privada mas não se continuou mais 2 km de acesso até um monumento nacional e património mundial.Será legal obrigar as pessoas a circularem aqui?pois os sentidos obrigatórios nesta selva nocturna não respeitam a fama de Sintra pelo mundo.

12 março 2018

A fonte da sabuga pode continuar a ser famosa...

Osamigosdavilavelha levaram a água da fonte da sabuga ao médico...ou seja ao instituto Ricardo Jorge para saber se estava de perfeita saúde para o consumo humano...(Requisição 413023-Amostra 666614).Os resultados foram enviados por este organismo em 06-03-2018 e 09-03-2018.O relatório de ensaio relativo à análise bacteriológica e a análise química da água revelaram-se conforme o decreto lei n.152\2017 de 07 de dezembro.Os resultados espantaram o responsável técnico Doutora Maria Helena Rebelo.Nós tiramos as dúvidas perante as placas colocadas junto à fonte em como a água não estava controlada.A fonte da Sabuga pode continuar a ser famosa...

06 março 2018

Um desperdício agarrado à vila velha...

A quinta do Saldanha da tutela do patriarcado de Lisboa tem vivido durante largos anos na solidão em vez de estar a servir a grandeza do centro histórico de Sintra.Do portão de acesso a veículos junto à fonte da sabuga começa uma longa extensão em linha recta que só termina por cima do largo Ferreira de Castro e que desce por uma escada até à porta dá acesso aos peões .Toda a distancia assinalada é bastante larga e abraça o centro histórico.Esta propriedade situada mesmo ao lado da quinta do Gandarinha (turim hotéis),da quinta da amizade (P.S.M.L.)e do parque das merendas (C.M.S.)era importantíssima para apoiar a vila de Sintra como acontece com as propriedades vizinhas .Nós conhecemos bem este espaço que devia estar aberto para Sintra...Muitos anos atrás quando ele estava bem cuidado recebia as visitas constantes do cardeal Cerejeira.Tudo aqui era cuidado ao contrário de tanto património existente na serra de Sintra.Hoje o abandono desta grande área agarrada à encosta do castelo dos mouros é um grande desperdício .Toda a zona verde que desce até à vila velha tem de estar bem estudada...Devido a tal situação enviámos esta mensagem à Presidencia da C.M.S..A quinta do Saldanha devia pertencer a quem tem a jurisdição do castelo dos mouros ou do centro histórico de Sintra.Esperamos com esperança que chegue tambem o dia da quinta da quinta do Saldanha de se abrir ao mundo...

14 fevereiro 2018

DOSSIER EM CIMA DA MESA...

Temos o dossier do velho hospital da vila e principalmente da capela da mesericórdia e zona envolvente com sepulturas.ao lado do futuro oferecido pela sensibilidade do novo proprietário.Temos o dossier do chalé do telhado do café paris.Temos o dossier do regresso do repuxo manuelino ao largo fronteiriço do palácio nacional de Sintra.Temos o dossier relacionado com a fonte da sabuga.Temos o dossier relacionado com algo que tinha sido prometido ao povo da vila velha logo após o encerramento do velho hospital da vila :que a farmácia «nunca fecharia».Temos o dossier do estudo da situação de equilibrio da zona da encosta do castelo aonde os rochedos tem-se movido.Temos o dossier do hotel do gandarinha .PEDIR ,PEDIR ...CONTÁGIO POR UM LUGAR DIFERENTE VAI SER A SOLUÇÃO PARA TODOS ELES.(AMIGOSDAVILAVELHA).